Super Banner

Troca de embreagem: quando é necessário?

Autor: Full Pneus

Compartilhar:

Troca de embreagem: quando é necessário?

A embreagem é um componente vital no sistema de transmissão de um veículo. 

Neste sentido, ela permite que o motor seja desconectado da caixa de câmbio, possibilitando a troca de marchas e a transmissão da potência do motor para as rodas. 

Com o tempo e o uso constante, a embreagem está sujeita ao desgaste natural, o que pode levar à necessidade de substituição. 

Mas afinal, quando é realmente necessário trocá-la?  

Neste artigo, vamos orientá-lo sobre os momentos em que a troca se faz necessária, considerando a quilometragem, o estilo de condução e outros fatores que podem influenciar o desgaste desse componente crucial.

  1. Quilometragem do Veículo:

A quilometragem percorrida pelo veículo é um dos principais fatores que podem indicar a necessidade de troca da embreagem.

Como regra geral, embreagens originais de fábrica costumam durar entre 80.000 a 150.000 quilômetros, mas esse número pode variar dependendo do modelo do carro e do estilo de condução do motorista.

  1. Estilo de Condução:

O modo como o veículo é conduzido é outro fator que influencia o desgaste da embreagem. 

Sendo assim, os motoristas que costumam fazer arrancadas bruscas, seguidas de freadas fortes, ou que “queimam” a embreagem ao manter o pedal pressionado por muito tempo, tendem a acelerar o desgaste do componente. 

Da mesma forma, a condução em congestionamentos frequentes, onde há muita utilização do pedal da embreagem, também pode levar ao desgaste prematuro.

  1. Ruídos e Trepidações:

Ruídos e trepidações ao engatar a embreagem são sinais de que algo pode estar errado. 

Se você notar ruídos metálicos ou sentir trepidações ao pressionar o pedal, é importante levar o veículo a um mecânico especializado para uma avaliação detalhada. 

Esses sintomas podem indicar problemas no disco, platô ou rolamento, e a substituição pode ser necessária.

  1. Patinação da Embreagem:

Se ao acelerar você perceber que o motor aumenta as rotações sem que o veículo responda adequadamente, isso pode ser um sinal de patinação da embreagem. 

Esse problema ocorre quando o disco desliza em vez de transmitir a potência do motor para a caixa de câmbio. 

Assim, a patinação pode ser causada por desgaste excessivo ou problemas no platô, e requer atenção imediata para evitar danos adicionais.

  1. Dificuldade em Engatar as Marchas:

Se você estiver enfrentando dificuldades ao engatar as marchas ou sentir que a troca de marchas não está ocorrendo suavemente, isso pode indicar problemas na embreagem. 

Nesses casos, a troca desta peça pode ser necessária para restaurar a dirigibilidade adequada do veículo.

  1. Odor de Queimado:

Se você perceber um odor de queimado dentro ou ao redor do veículo, especialmente após arrancadas bruscas ou trânsito em marcha lenta por longos períodos, isso pode ser um sinal de superaquecimento da embreagem. 

Neste sentido, o superaquecimento é resultado do atrito excessivo entre as peças e pode levar a danos irreversíveis na embreagem.

É importante ressaltar que cada veículo é único e que os sinais de desgaste da embreagem podem variar. 

Lembre-se, esta peça é essencial para o bom funcionamento do seu veículo e garantir que ela esteja em perfeitas condições é crucial para uma condução segura e sem problemas. 

Com uma manutenção adequada e atenção aos sinais de desgaste, você pode prolongar a vida útil da peça e evitar custos adicionais com reparos mais complexos.


Dicas para Dirigir com a Embreagem

Como uma peça sujeita ao desgaste natural, é fundamental que os motoristas adotem práticas adequadas ao dirigir para evitar um desgaste excessivo e prolongar a vida útil da embreagem. 

Desse modo, separamos algumas dicas práticas para uma condução mais eficiente, que ajudará a proteger esse componente crucial do seu veículo.

  1. Evite o Ponto de Embreagem Intermediário:

O ponto de embreagem intermediário é aquele em que o pedal da embreagem é pressionado parcialmente, mas não até o fim. 

Essa prática, comum em motoristas iniciantes ou em situações de trânsito intenso, pode acelerar o desgaste da embreagem. 

A dica é manter o pé completamente pressionado no pedal, quando for necessário desengatar o motor da caixa de câmbio, e soltar completamente o pedal ao engatar a marcha.

  1. Não “queime” a embreagem:

“Queimar” a embreagem é o ato de pressionar o pedal rapidamente, mas ao mesmo tempo acelerar o veículo bruscamente. 

Essa prática gera atrito excessivo entre as peças da embreagem e pode causar danos significativos ao componente. 

Ao trocar as marchas, faça-o de forma suave e progressiva, evitando acelerações bruscas.

  1. Utilize o Freio de Mão em Subidas:

Em subidas íngremes, muitos motoristas têm o hábito de manter o carro parado segurando-o com o pedal da embreagem. 

Essa prática pode sobrecarregar a embreagem e causar desgaste prematuro. 

Em vez disso, utilize o freio de mão para manter o veículo parado, liberando esta peça completamente.

  1. Evite “Arrancadas” Bruscas:

“Arrancadas” bruscas, em que o veículo sai da imobilidade com uma aceleração repentina, podem causar atrito excessivo na embreagem e afetar sua durabilidade. 

Ao arrancar, faça-o de maneira suave, acelerando gradualmente para evitar desgaste desnecessário.

  1. Reduza a Velocidade Antes de Engatar a Marcha Ré:

Antes de engatar a marcha ré, reduza a velocidade do veículo e, em seguida, pressione completamente o pedal da embreagem para desengatar o motor da caixa de câmbio. 

Só então engate a marcha ré. Essa prática evita o “raspamento” da marcha ré, que pode danificar esta peça ao longo do tempo.

  1. Evite Segurar a Embreagem em Descidas:

Evite segurar a embreagem constantemente ao descer ladeiras. 

Isso pode causar superaquecimento do componente e prejudicar sua eficiência.

Sendo assim, utilize a marcha adequada para auxiliar no controle da velocidade, mantendo o pé no acelerador e no freio, e solte completamente o pedal da embreagem.

  1. Não Descanse o Pé na Embreagem:

Manter o pé apoiado no pedal da embreagem enquanto dirige é uma prática comum, mas prejudicial. 

Essa ação exerce pressão constante nos componentes desta peça, levando ao desgaste precoce. 

Sendo assim, procure manter o pé no descanso apropriado para evitar o contato constante com a esta peça.

 


Full Pneus – Nós somos o seu Centro Automotivo no estado do Rio de Janeiro!


Confira nossas promoções da Continental em nossa loja! 

Aproveite e venha nos fazer uma visita: Avenida Nilo Peçanha, 1249 – Rua Otávio Tarquino, 1248 – Nova Iguaçu – RJ (próximo a Via Dutra, sentido Rio de Janeiro)

Central de atendimento: 21 2765 6700

Importante: a nossa empresa possui um espaço para as crianças, onde você poderá deixar o seu filho ou filha com segurança – enquanto espera o final de sua compra ou serviço!

Redes Sociais

Facebook 

Instagram

 

Matérias Relacionadas

A Full Pneus atende todo o Rio de Janeiro

 

A Full Pneus trabalha com todas as marcas de pneu automotivo

Clique na marca de Pneu abaixo e veja se tem a sua medida

sentury

Veja também

Mais da Full

Qual pneu continental é o melhor? Qual linha e modelo escolher?

Na hora de escolher os pneus ideais para o seu veículo, é importante considerar a qualidade, desempenho e durabilidade oferecidos por cada fabricante. Neste sentido, o pneu Continental é conhecido por sua excelência e inovação.  Neste artigo, vamos explorar as características dos pneus Continental e descobrir o que os diferencia de outras fabricantes. Assim, ajudando…

Por que o pneu é tão caro?

O pneu é uma parte essencial do nosso veículo, garantindo uma condução segura e confortável.  No entanto, muitas vezes nos deparamos com preços elevados ao comprar um novo conjunto de pneus.  Mas você já se perguntou por que os pneus são tão caros?  Neste artigo, vamos explorar os principais fatores que influenciam o preço dos…

Mito ou fato: Pneu remold é mais barulhento?

Quando se trata de escolher pneus para um veículo, surgem muitas dúvidas 28e mitos, especialmente em relação ao pneu remold.  A saber, uma das questões mais frequentes é se esses pneus são mais barulhentos do que os pneus novos.  No entanto, esta afirmação não é necessariamente verdadeira. A questão do barulho do pneu remold pode…

Por que o pneu estoura?

Imagine a seguinte situação: você está dirigindo tranquilamente pela estrada, quando de repente ouve um estouro alto vindo do pneu do seu carro.  Logo, você sente o volante vibrar e percebe que perdeu o controle do veículo.  Neste caso, essa é uma situação que muitos motoristas já enfrentaram e, sem dúvida, é uma das mais…

O que é pneu radial?

O pneu radial é um tipo de pneu amplamente utilizado nos veículos de hoje em dia.  Dessa forma, os pneus radiais são conhecidos por sua durabilidade, aderência e conforto.  Neste artigo, vamos explorar o que exatamente é um pneu radial e como ele difere dos pneus convencionais.  Além disso, vamos abordar a questão de quanto…

promção