Macarrão ou vulcanização na hora de reparar um pneu?

Autor: Full Pneus

Compartilhar:

Macarrão ou vulcanização na hora de reparar um pneu?

Furos em pneus são comuns acontecerem no nosso dia a dia. Por isso, muitos condutores ainda têm aquela dúvida: macarrão ou vulcanização na hora de reparar um pneu?

Nesse sentido, alguns pregos, parafusos, pedaços de metais, vidro ou até mesmo buracos podem criar furos.

Assim, é muito comum termos furos nos pneus de  nossos carros. Isso porque nas ruas da cidade são muito propícias para isso. 

Diante deste cenário, passamos por ruas, muitas vezes desniveladas, com buracos e imperfeições. Além de muitos objetos presentes no chão. Tais objetos pontudos e afiados são capazes de deixar um furo no pneu quando passa.

Além da qualidade do próprio pneu, a qual pode interferir na durabilidade e resistência ao longo do seu uso e da performance do carro.

E cada furo possui um tipo de reparo. Com isso, esses reparos podem ou não ser simples.

Dessa forma, alguns reparos podem dar mais trabalho que outros. Além disso, demoram bem mais tempo.

Mas, quando sabemos que um pneu possui a possibilidade de reparo?

Essa pergunta é complicada de ser respondida. Entretanto, podemos dar uma base para que isso aconteça.

Acompanhe o texto, a seguir!


Macarrão ou Vulcanização?

Sabemos que, no mercado automotivo, temos diversos tipos de equipamentos para realizar os serviços nos carros. Dessa forma, temos algumas possibilidades para usar nos serviços. Assim, conheça a melhor maneira de reparar o pneu do seu carro.

Dê uma lida nessas dicas:

  1. Leve em um especialista, pois só o mesmo poderá avaliar melhor o furo.
  2. Saber o tamanho do rasgo, para saber o tipo de reparo:

Saber o tamanho da largura específica muito em qual reparo vai ser utilizado. Mas, vamos a um exemplo bem simples para sabermos qual reparo utilizar.

Digamos que entrou um prego no pneu. Qual reparo você usaria?

Dessa forma, esse tipo de furo é muito mais viável, mais barato e mais rápido o uso do macarrão.

Agora, quando tratamos de uma abertura um pouco mais profunda, cerca de 3 ou 4 centímetros, só pode ser usada a vulcanização.

Assim, você deve estar se perguntando: “Mas no furo de um prego ou parafuso não posso utilizar a vulcanização?”

A resposta é rápida e simples: pode sim.

Entretanto, o processo de vulcanização pode levar algumas horas, e dependendo do local até um dia inteiro.

Portanto, entenda como funciona cada processo.


Mas o que é a vulcanização e o macarrão?

Vamos começar pelo mais simples: o macarrão.

O macarrão é uma borracha, com o formato de macarrão, que é inserida de fora para dentro do pneu.

Dessa forma, essa borracha possui uma camada de cola que, quando é inserida dentro do pneu, cria um tampão no furo.

Já a vulcanização é um processo químico que consiste, basicamente, em criar uma superfície mais rígida.

Esse processo necessita a retirada e desmontagem do pneu por completo.

Para realizar esse processo, é necessário fazer uma raspagem da parte interna do pneu. Na aplicação do produto químico, acrescentamos uma tela ou pedaço de borracha para que o produto adere à superfície.

Após a aplicação da tela e do produto, é necessário que haja um aquecimento e um resfriamento.


Vulcanização e o macarrão: benefícios e desvantagens

Podemos ter vários benefícios em usarmos essa ferramenta. Dessa forma, o macarrão é um reparo que é barato, simples. Além disso, pode ser utilizado por pessoas que não possuem tanta experiência.

Com isso, realizamos a aplicação de forma rápida. Além disso, ela não gera resíduos para o meio ambiente. Neste sentido, esse tipo de reparo custa em média 20/25 reais e demora cerca de 10 minutos.

Por outro lado, temos algumas desvantagens em usar esse equipamento:

1ª desvantagem: a durabilidade.

Com a própria rodagem, podemos remover esse produto.

2ª desvantagem: a resistência.

Se o produto não for bem aplicado, pode continuar vazando.

3ª desvantagem: a versatilidade.

Por ser um produto com uma espessura relativamente baixa, fica difícil a utilização em buracos maiores que o seu diâmetro.

As vantagens desse processo são:

Durabilidade, porque não é um produto que não removemos facilmente.

Uma curiosidade sobre a resistência da vulcanização: é bem possível que o pneu fure ao lado, mas a superfície que recebeu o produto químico não aconteça nada.

Como é um produto químico, ele gera mais confiança em quem usa.

Podemos usar este equipamento em diversos tipos de furos e com espessuras bem maiores que a de parafusos ou pregos.

A média do serviço de reparo de vulcanização fica em torno dos 70 reais e demora em média de 3 a 4 horas.

As desvantagens de utilizar a vulcanização são:

1ª Desvantagem: Demora na aplicação.

Mesmo havendo vulcanização a frio, ainda é bem mais demorado, se comparado com o macarrão.

Outra desvantagem é em relação a aplicação do produto. Assim, devemos prestar atenção se estamos aplicando o produto de forma correta. Além de se atentar ao tempo de cura suficiente ou se o produto estiver fora de validade.

O risco de gerar um problema maior no pneu é bem maior.

2ª Desvantagem: Necessidade de profissional e maquinário.

Esse é um dos principais motivos que encarece o serviço, pois necessita de alguém especializado e maquinário.


Lembramos que, para realizar todos os dois processos,  devemos buscar por profissionais, a fim de que não voltem a vazar o ar de dentro dos pneus e crie um prejuízo maior.

Portanto, não invente na hora de comprar os seus produtos! Assim, conte com os nossos serviços e tenha ótimos resultados nas pistas e estradas do Rio de Janeiro e Baixada Fluminense. Saiba mais aqui!


 

Aproveite e venha nos fazer uma visita: Avenida Nilo Peçanha, 1249 – Rua Otávio Tarquino, 1248 – Nova Iguaçu – RJ (próximo a Via Dutra, sentido Rio de Janeiro)

Central de atendimento: 21 2765 6700

Importante: a nossa empresa possui um espaço para as crianças, onde você poderá deixar o seu filho ou filha com segurança – enquanto espera o final de sua compra ou serviço!

 

Redes Sociais

Facebook             Instagram

 

Matérias Relacionadas

Os pneus importados são bons?

Os pneus mais baratos do Rio

Pneus Dunlop são bons?

 

Escolha o seu fabricante de pneu

pneus-continental-rj
Pneus RJ
pneu-michelin-rj
pneus-goodyear-full-pneus-rj
pneu-bridgestone-rj
pneu-yokohama
Pneus Dunlop RJ
jinyu-pneus-full-pneus
zeta-pneus-rj
pneus-fate-nova-iguacu
pneu-maxxis
pneu-achilles-rj

temos outras marcas

Confira

Veja também

Mais da Full

Existem pneus ecológicos. Como são produzidos?

Há alguns anos o tema ecologia tem estado em alta, o que faz muitas pessoas e empresas pensarem no assunto. No mercado automotivo, não é diferente. Por isso, neste artigo, vamos falar sobre os pneus ecológicos.  Para quem não sabe, a ecologia é o estudo da ciência entre os seres vivos e o meio ambiente.…

Alinhamento e Balanceamento: é obrigatório fazer na troca de pneus?

Quando compramos algo novo, queremos manter esse material o mais intacto possível. Por isso, os serviços de alinhamento e balanceamento ajudam a manter o carro em bom estado. E para manter um pneu intacto por mais tempo, devemos tomar medidas que façam esse aspecto durar mais. Como todos os produtos, os pneus necessitam de um…

A manutenção preventiva sai mais barato que resolver o problema.

Muitas pessoas quando pensam em manutenção do carro, pensam logo em dor de cabeça, gastos autos. Mas, o que muitos não param para pensar é que realizar uma manutenção preventiva é evitar problemas futuros com o carro que podem afetar o seu bolso.   Mas, você sabe a diferença entre os tipos de manutenção? Para não…

Qual a diferença de Pneus Remold para pneus comuns?

Com o aumento dos valores de todos os itens, muitas pessoas têm buscado formas diferentes de reduzir o custo. E com os pneus do carro, não é diferente. Saiba, neste artigo, sobre os pneus remold.  Na tentativa de diminuir o valor dos pneus e ainda conseguir trocar por outros pneus, a procura pelos modelos remolds…

Carro com câmbio automático consome mais?

Cada dia que passa o número de carros com câmbio automático aumenta. Isso porque cada vez mais as pessoas estão possuindo as coisas com mais rapidez. Com isso, sabemos que existem alguns tipos de câmbio. Assim, os câmbios manuais estão cada vez mais deixados de lado. Isso porque,  alguns anos atrás, o câmbio automático era…

promção