Pneu Furou: o que eu devo fazer?

Autor: Full Pneus

Compartilhar:

Pneu Furou: o que eu devo fazer?

Durante a rodagem nas ruas e em estradas, um problema muito comum que ocorre são os furos nos produtos pneumáticos. Assim, com um pneu ruim, o automóvel não irá conseguir transitar. Porém, existem formas de resolver esse contratempo sem demora.

Muitos motoristas trafegam pelas cidades no estado do Rio de Janeiro. Assim, estão expostos a alguns problemas. Como resultado, uma situação que acontece muito é o furo no pneu.

O produto pneumático é o primeiro contato do veículo com o solo. Portanto, realizam a função de monitorar o atrito entre estas partes, ao transmitir a força do motor para a locomoção do veículo.

Assim, é muito importante que a sua estrutura esteja intacta e sem nenhum dano. Como resultado, o carro terá a oportunidade de realizar as melhores viagens, sem que ocorra um inconveniente no dia a dia.

Portanto, para maiores esclarecimentos, estaremos destacando alguns pontos importantes sobre esse material. Desta forma, será fácil entender melhor como se prevenir e a forma correta de lidar com esse tipo de fato inusitado.

Como é formada a estrutura de um pneu?

Em primeiro lugar, para que o consumidor saiba mais sobre esse assunto, é necessário falar acerca da composição deste produto. Assim, será possível descobrir cada uma das partes da solução pneumática.

Além disso, este conhecimento será relevante até para a compra de futuros jogos de pneus. Isto porque, você terá a sabedoria para identificar algum problema ou dano no material a ser adquirido.

Portanto, acompanhe o destaque de cada etapa da construção do pneu:

1- Banda de Rodagem

Esta é a única parte do produto pneumático que se encontra em contato com a pista. Assim, dependendo do seu design, haverá uma maior ou menor aderência nos solos secos e molhados.

Além disso, uma banda influencia – de forma direta – na emissão de sons e na dissipação da água. Existem, dentro deste espaço, alguns subcomponentes: conheça cada um abaixo:

  • Sulcos: possuem a função de drenar a água do material. Além disso, evitam que o produto deslize, refrigera o componente e reduzem os ruídos. Nesta parte, estão localizados os TWI´s, que dão o sinal exato para realizar a troca do jogo de pneus.
  • Ombro: essa área é a que mais sofre por desgastes em excesso. Assim, é um ambiente que realiza um esforço muito grande, o que contribui para que o pneu tenha ótimos resultados nas vias urbanas e de terra.
  • Barras: têm o objetivo de desenvolver uma boa tração do produto pneumático. Além disso, são a parte que entra em contato com o solo.
  • Ranhuras: essa parte da banda possui a meta de drenar a água e refrigerar o jogo de pneus. Como resultado, também diminuem a ressonância, durante a realização de trajetos e viagens.

2- Lateral

Neste espaço, há a presença de uma borracha com características especiais. Assim, possuem uma resistência maior à fadiga e ao envelhecimento do produto (que pode ocorrer, devido às condições climáticas).

3- Talão

Desenvolvido a partir de fios de aço, os quais se formam por cobre e um revestimento de borracha. Assim, se evita a oxidação do material e facilita-se a adesão ao produto. Como resultado, o talão fixa o pneu na roda, o que evita o vazamento de ar. Além disso, garante que não acontecerá um destalonamento durante a sua utilização comum.

4- Cintas Estabilizadoras

Estas partes são muito relevantes para o bom funcionamento do produto. Assim, influenciam na direção do carro, no conforto ao transitar e vida útil dos produtos pneumáticos. Uma cinta é desenvolvida com por diversos fios de aço, os quais possuem as configurações específicas para aplicações determinadas. Além disso, a sua função determinante é proporcionar uma maior estabilidade quando o automóvel transita nas vias e protege a carcaça do produto.

5- Carcaça

Este espaço atua, de forma direta, na performance e no desempenho do veículo. Assim, é formada por cordonéis de poliéster, nylon ou aço. Como resultado, recebem uma camada de borracha de ambos os lados. Isto porque, esta aplicação aumenta a adesão dos conteúdos e evita um atrito na parte interna. Além disso, desenvolve algumas outras funções, como: resistência à pressão, suporta o peso e choques.


O que fazer quando um pneu furar?

Esta resposta é muito simples, quando pensamos em uma situação que precisa ser resolvida rapidamente. Assim, a melhor forma seria trocar o produto pneumático furado pelo estepe e seguir o caminho.

Porém, o que deve ser feito posteriormente? Recuperar este material ou comprar um novo pneu?

Em primeiro lugar, é preciso citar que não são todas as avarias que podem ser solucionadas. Desta forma, não só o tamanho do furo, mas a dimensão do pneu irá determinar se existe a possibilidade de conserto.

Exemplo: nos pneus que possuem o índice de velocidade T (produtos comuns no segmento), há a possibilidade de reparar as perfurações de até 6 milímetros na banda de rodagem e 3 milímetros na parte lateral.

Como resultado, com a avaliação de um especialista em mecânica automotiva, será fácil descobrir se o material possui chances de retornar ao seu estado original. Assim, voltará a transitar sem dificuldades.

Consertos muito solicitados pelos motoristas

Existem algumas técnicas, as quais são muito comuns pelos Centros Automotivos em geral. Assim, para o seu conhecimento, iremos destacar algumas abaixo:

  • Macarrão ou Refil: a forma mais simples e de pouco custo. Apesar disso, o ideal é que seja provisória. Isto porque, é considerado um “quebra galho”: ou seja, um modo de reparo com tempo determinado. Assim, o melhor seria apenas fazer uso deste artifício caso necessite com urgência utilizar este pneu.
  • Manchão ou Plugue: esta técnica é aquela preferida em boa partes das borracharias. Assim, funciona com a aplicação de um tipo de adesivo na parte interna de um pneu (a qual possui o dano).
  • Manchão Combinado: esta atividade é a forma indicada pelos fabricantes. Assim, os principais Centros Automotivos fazem uso deste serviço. Como resultado, a partir do pneu desmontado, utiliza-se uma haste para preencher o furo e a base que irá vedar o espaço interno do pneu. Portanto, para consertar o seu material, valerá muito a pena escolher esta opção.

O Centro Automotivo Full Pneus possui a melhor equipe e serviços para resolver qualquer furo em um pneu. Além disso, nosso custo / benefício é 100% excepcional, frente aos concorrentes no mercado! Portanto, não atrase mais a revisão do seu produto e venha nos procurar!

Endereço: Av. Nilo Peçanha, 1249 – Nova Iguaçu – Rio de Janeiro. Perto da Via Dutra (sentido Rio) saída 178B.
 
Central de atendimento: telefone 21 2765 6700
 
Importante: a nossa empresa possui um espaço para as crianças, onde você poderá deixar o seu filho ou filha com toda a segurança – enquanto aguarda o final de sua compra ou serviço!
 
Preços de Pneus Promoção
Redes Sociais
 
Facebook                          Instagram

Matérias Relacionadas

 

Escolha o seu fabricante de pneu

Pneus RJ
pneu-michelin-rj
pneus-goodyear-full-pneus-rj
pneu-bridgestone-rj
pneu-yokohama
Pneus Dunlop RJ
jinyu-pneus-full-pneus
zeta-pneus-rj
pneus-fate-nova-iguacu
pneu-maxxis
pneu-achilles-rj
pneu-comforser-rj

temos outras marcas

Confira

Últimas notícias mais notícias >