GNV e Manutenção do Veículo: Saiba tudo agora!

Autor: Full Pneus

Compartilhar:

GNV e Manutenção do Veículo: Saiba tudo agora!

Está pensando em instalar GNV em seu Carro? Então, fique atento em como fazer a correta manutenção do veículo a gás!

Em geral, a instalação do kit de Gás Natural Veicular (GNV) é simples e requer apenas a manutenção básica, porém com maior frequência do sistema de ignição (cabos e velas) e do filtro de ar. Assim, em carros com o kit GNV, estes componentes sofrem maior desgaste, diminuindo sua durabilidade.

O gás natural é um combustível que substitui a gasolina e o etanol. Além de ele ser mais barato para os proprietários dos automóveis adaptados com cilindros GNV, ele também traz menos prejuízos para o meio ambiente. No entanto, os automóveis com gás natural veicular precisam de manutenção preventiva específica, o que requer muitos cuidados por parte de quem oferece os serviços.

Portanto, se você tem um carro com kit gás ou está pensando em instalá-lo em seu veiculo, acompanhe todos os tópicos e fique atento ao texto.

Quais carros podem ser convertidos para GNV?

Muitos motoristas desejam saber se o seu automóvel pode ser convertido para GNV. A resposta é sim! Todo carro movido a combustão pode ser abastecido com gás natural veicular.

Entretanto, há diversos pontos que precisam ser levados em consideração antes de converter o automóvel. O primeiro é analisar o porte do veículo. Se ele é grande e tem espaço para a instalação dos cilindros onde fica armazenado o GNV, então, o carro pode ser beneficiado pela troca do combustível.

É que os cilindros são instalados no porta-malas, então é necessário levar em conta o espaço disponível. Porém, você deve deixar bem claro para o cliente que se o automóvel é usado para viagens em família, é necessário pensar se vale a pena mudar para GNV, pois o espaço para as bagagens será reduzido.

Quais os motores mais indicados para instalação do gás?

Outro ponto importante antes de fazer a conversão é avaliar as verdadeiras vantagens que ela trará em termos de economia. Aqui, mais uma vez, os veículos de maior porte — e que, portanto, costumam consumir mais gasolina — são potencialmente mais beneficiados pela conversão para o GNV. Entenda por quê:

  • quanto mais potente o motor, menor será o impacto no desempenho do carro e maior será a economia;
  • por rodarem em rotações mais baixas, especialmente em vias urbanas, o consumo de combustível nesses veículos é menor;
  • se o motor for turbo, melhor ainda. Uma vez que permite maior variação da mistura de ar/combustível, o desempenho do motor é otimizado, consumindo menos gás.

Por outro lado, donos de veículos menos potentes vão perceber menor impacto no bolso ao fazerem a conversão para GNV. Por que isso acontece? Justamente pelo fato de serem menos potentes, esses motores precisam trabalhar sempre no nível máximo para se manterem no ritmo do trânsito, o que gera a necessidade de consumir mais combustível.

Como fazer a manutenção preventiva nos carros com GNV?

Você já sabe que usar gás veicular natural no automóvel não estraga o motor. Ainda assim, quem opta por esse tipo de combustível deve ficar de olho em outros detalhes na manutenção do seu veículo. Confira os principais itens!

Instalação

A conversão do modelo tradicional para o GNV deve ser feita somente por profissionais qualificados e devidamente homologados pelo Inmetro. Sempre consulte se a oficina está habilitada para realizar esse serviço.

Ignição

O sistema de ignição, composto por cabos e velas, e também o filtro de ar devem trocados mais frequentemente por quem usa GNV. Isso ocorre pelo fato de o combustível provocar maior desgaste nesses componentes. A recomendação é para que a troca do filtro de ar seja feita a cada 10 mil km rodados.

Já as velas devem ser substituídas a cada 15 mil km ou, no máximo, 20 mil km rodados — um carro com sistema de combustão por gasolina, por exemplo, deve fazer essas trocas a cada 30 mil km. No caso das velas, uma limpeza a cada 5 mil km garante que o desempenho do automóvel não seja afetado.

Tubulação

O kit GNV tem uma tubulação localizada do cilindro até o redutor. É necessário muito cuidado para que essa tubulação não esteja exposta a choques com quebra-molas, rampas e outras elevações da pista. É provável que o componente seja danificado caso isso ocorra.

Válvula de segurança

Em caso de vazamento de gás, é fundamental que a válvula de segurança esteja em boas condições de uso. Todo motorista deve usá-la sempre que um vazamento ocorrer.

A válvula ajuda a estancá-lo por tempo limitado, até que seja possível levar o automóvel a um profissional qualificado para resolver o problema de forma definitiva.


Para você que deseja saber sobre GNV e manutenção do veículo e ter total segurança e tranquilidade nas pistas, venha até a Full Pneus. Dessa forma, peça um orçamento completo aqui!


O nosso Centro Automotivo tem o que você deseja e necessita! Assim, venha nos visitar!

Endereço: Avenida Nilo Peçanha, 1249 – Rua Otávio Tarquino, 1248 – Nova Iguaçu – RJ (sentido São Paulo).  

Central de atendimento: telefone 21 2765 6700.

Importante: Nosso Centro Automotivo possui um espaço destinado às crianças. Assim, você poderá deixar o seu filho(a) brincando, enquanto compra um de nossos pneus e rodas.


Redes Sociais

Facebook                          Instagram


Matérias Relacionadas

Escolha o seu fabricante de pneu

pneus-pirelli-full-pneus-rj
pneu-michelin-rj
pneus-goodyear-full-pneus-rj
pneu-bridgestone-rj
pneu-yokohama
Pneus Dunlop RJ
jinyu-pneus-full-pneus
zeta-pneus-rj
pneus-fate-nova-iguacu
pneu-maxxis
pneu-achilles-rj
pneu-comforser-rj

temos outras marcas

Confira

Últimas notícias mais notícias >